São Luís 408 anos: obras e projetos inovadores revitalizam Centro Histórico e impulsionam economia na região

Construído em 1957, o Edifício João Goulart, localizado na Praça Pedro II, coração do Centro Histórico de São Luís, passou quase três décadas abandonado, até que em janeiro deste ano, o gigante de 10 andares e 6 mil m² foi entregue totalmente reformado pelo governador Flávio Dino. Com a reforma completa, o João Goulart se tornou o primeiro prédio a ser ocupado como parte do programa Nosso Centro, projeto estadual que visa ampliar o fluxo de pessoas e impulsionar a economia na região central da capital. 

Atualmente, o prédio abriga diversas secretarias e órgãos do Poder Executivo Estadual e conta com uma média de 500 servidores que passaram a frequentar a região e movimentar o comércio. 

Listamos abaixo outras obras e projetos inovadores, como o de reestruturação do João Goulart, que nos últimos anos deram vida nova ao centenário Centro Histórico de São Luís, cidade que neste dia 8 de setembro comemora 408 anos de história. 

Museu do Reggae

Já se vão três anos desde que o Museu do Reggae se tornou uma referência cultural de São Luís e uma das casas de cultura mais visitadas da cidade, que há tempos é reconhecida nacionalmente pelo epíteto sui generis Jamaica brasileira. 

Além da Jamaica, apenas São Luís possui um museu do gênero no mundo. No Museu o visitante pode ver como funciona um típico clube de reggae. Pode, ainda, ouvir playlists do reggae nacional e internacional, e também conhecer a história do gênero musical no Maranhão, no Brasil e no mundo por meio de uma linha do tempo.

Outra atração é a sala em homenagem aos grandes nomes do reggae nacional, além da exposição de fotos, vídeos e discos. A biblioteca do Reggae contempla computadores e livros para utilização dos pesquisadores da área. 

O Museu do Reggae fica localizado na Rua da Estrela e tem visitação gratuita, mas por conta da pandemia do Covid-19, o espaço permanece temporariamente fechado ao público.

Museu de Artes Visuais

Reinaugurado há um ano, após passar por reforma completa, o Museu de Artes Visuais, localizado na Rua Portugal, é um dos mais novos atrativos históricos e culturais da capital maranhense.

Dono de um dos mais importantes acervos de artes do Maranhão, o local foi restaurado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com o Governo do Maranhão, e passou por diversas intervenções.

O MAV agora conta com nova iluminação e climatização, restauração da fachada de azulejos, auditório, condições de acessibilidade, inclusive com instalação de elevador. A casa de cultura conta com uma exposição permanente, formada por parte do acervo original com exemplares de pinturas, esculturas, gravuras, fotografias e desenhos inéditos, e uma exposição temporária, para dar visibilidade e oportunidade à obra de artistas locais. 

Casarão Tech

Primeiro hub de inovação pública do Maranhão, o Casarão Tech Renato Archer (CTRA) é destinado a fomentar a cultura empreendedora no Estado, por meio de ações inclusivas de empreendedorismo tecnológico, desenvolvimento de startups e oferta de espaços físicos de conectividade, o CTRA vem colecionando bons resultados. 

Em 2019, o espaço recebeu mais de doze mil visitas, cerca de 1500 check-ins na área de coworking; além de abrigar 33 startups residentes, sendo 24 delas oriundas do ciclo 19/20 do Programa Inova Maranhão (apoio financeiro e técnico para startups).  

O Casarão Tech é localizado na Rua da Estrela e há dois anos fomenta a cultura da inovação tecnológica em São Luís. 

Adote um casarão

Adote um Casarão é o nome do projeto executado pela Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), como parte do programa Nosso Centro, que disponibiliza imóveis da administração pública situados no Centro Histórico de São Luís, para reforma e concessão.

Com o programa, empresas privadas têm a oportunidade de fazer reformas dos casarões, de propriedade do Governo do Maranhão, e ocupá-los, por 30 anos, de forma gratuita, para instalar projetos e atividades econômicas. 

Revitalização do Teatro João do Vale

Como parte das inaugurações em alusão ao aniversário de 408 anos de São Luís, o Teatro João do Vale foi reinaugurado no último dia 30 de agosto, após passar por ampla obra de revitalização. 

O teatro recebeu modernização em toda a estrutura, ganhando conforto, espaços readequados, vestiários, melhorias nos camarins, nova iluminação, revestimento acústico, novas cortinas e carpetes, além de sistema de acessibilidade e de combate a incêndios. 

A reforma do Teatro que leva o nome de um dos mais importantes cantores e compositores da música maranhense, é fruto de ação conjunta entre Governo do Estado e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

“Investimos fortemente nas políticas culturais e a reinauguração do Teatro João do Vale é uma prova desses esforços continuados. O teatro é entregue ao mundo cultural e à comunidade de todo Maranhão”, afirmou o governador durante o ato virtual que marcou a reabertura da casa de espetáculos, que vai abrir ao público revigorado após a pandemia.

Praça dos Poetas

Recém-entregue, a Praça dos Poetas conta com um mirante e, no trajeto até ele, são homenageados dez escritores e poetas maranhenses: Ferreira Gullar, Catulo da Paixão Cearense, Nauro Machado, Sousândrade, Bandeira Tribuzzi, José Chagas, Gonçalves Dias, Maria Firmina, Dagmar Destêrro e Lucy Teixeira.

Contatos

contatos

98 3227-9561
98 3235-2480
98 3235-8087
98 3268-2867

Links Úteis
Localização

localização